A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), propôs um reajuste 
tarifário médio de 6,32% nas tarifas da Eneel São Paulo (Antiga Eletropaulo).

Para consumidores atendidos na baixa tensão, o índice médio proposto é de 5,75%, já para consumidores atendidos na alta tensão o aumento ficaria em 7,85%.

Segundo os diretores da Aneel, os itens que mais impactam os índices propostos são custos de aquisição de energia, gastos para remunerar a atividade de distribuição de energia e componentes financeiros previstos para compra de energia e risco hidrológico.

Os números não são definitivos e ainda passarão por audiência pública. Os números definitivos serão aprovados pela Aneel em abril e as novas tarifas passarão a vigorar a partir de 4 de julho.