A Polícia Civil de Ribeirão Pires está a procura de Jadson Fernandes do Nascimento Junior, 38, popularmente conhecido como ‘Xú”, que desapareceu desde a última quinta-feira (11) depois de ser apreendido e interrogado pela Polícia Civil da cidade. Desde o último domingo (14), a Justiça emitiu mandado de prisão preventiva contra Jadson.

O homem foi flagrado enquanto estava com Regina Leandro Barreto, 34, por câmeras de segurança pela região central de Ribeirão Pires no dia de seu desaparecimento. Ela não é mais vista pela família desde o dia 3 de outubro.

De acordo com a Polícia, o homem teria entrado em diversas contradições durante seu depoimento. No último sábado (13), a polícia foi até a casa de Jadson para realizar novos questionamentos, mas segundo a mulher, ele não voltou mais para casa.

De acordo com fontes ligadas a Polícia, o homem teria dito que, na madrugada do dia 2 deste mês, estava na Praça matriz com Regina e, posteriormente, teria ido a uma casa abandonada onde frequentemente teria relações íntimas com a mulher, mas nas câmeras de segurança, o homem é visto indo para outra direção com a vítima.

Uma outra contradição de Jadson foi informado que, no dia seguinte ao encontro, chegou em casa logo pela manhã, às 07h, mas foi desmentido pela própria esposa, que informou que ele teria passado toda a noite fora de casa e chegado apenas por volta das 12h do dia seguinte ao desaparecimento da mulher.

Uma terceira pista é que nas roupas do homem foram encontradas manchas na camiseta e na calça, as quais o homem confirmou ser de sangue dele pois teria se machucado, mas só foi encontrado um pequeno ferimento em um dedo do pé. Uma ligação anônima foi a pista final para que o delegado solicitasse e a justiça decretasse a prisão do homem. Segundo informações, uma testemunha confirmou que Jadson teria chegado em casa desesperado e muito sujo de barro.

Agora, a polícia não trabalha mais com a hipótese de que Regina tenha apenas desaparecido, mas também possa ter sido assassinada. Equipes da Romu, Guarda Civil Municipal, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros estão em busca do corpo da mulher. Já a Polícia Civil busca pistas para encontrar o suspeito de ter matado Regina.