Foto: Gabriel Mazzo

Ribeirão Pires é o município do Grande ABC com a maior evolução no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Dados divulgados pelo Ministério da Educação nesta segunda-feira, dia 23, indicam que o município saltou da nota 6,3 em 2015 para 7 em 2017, superando, inclusive a meta prevista para este ano, de 6,6. Pela projeção do Ideb, a rede municipal ribeirão-pirense teria como meta atingir a nota 7 apenas em 2021.

De acordo com a secretária de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia, Flávia Banwart, as formações permanentes dos profissionais da rede, norteadas pelo Programa de Alfabetização na Idade Certa, entre outras diretrizes da Educação, foram essenciais para o bom resultado de Ribeirão Pires.

No Fundamental II, o desempenho de Ribeirão Pires no Ideb também apresentou avanços. A nota da rede municipal subiu de 5,4 em 2015 para 5,7 em 2017.

O Ideb é o resultado da Prova Brasil – do Governo Federal, aplicada para os alunos dos 5º e 9º anos de dois em dois anos. O índice é um dos principais indicadores usados no país para mensurar o rendimento escolar dos estudantes do ensino fundamental das escolas públicas. O Ideb é usado para monitorar a qualidade do ensino e para subsidiar políticas públicas de educação.

Parcerias com o Instituto Ayrton Senna

Ribeirão Pires é a única cidade do Grande ABC que implantou na rede municipal parceria com o Instituto Ayrton Senna.  Em 2017, a parceria gratuita foi retomada pela Prefeitura com o programa Gestão Política da Alfabetização, que atualmente beneficia cerca 1.350 alunos dos primeiros aos terceiros anos do Ensino Fundamental I e ainda contempla 53 professores titulares, 23 professores de apoio e 11 coordenadores pedagógicos. O projeto foi triplicado de 2017 (quando atendia cerca de 400 alunos) para esse ano.

Em 2018, novo projeto do Instituto Ayrton Senna foi implantado na rede municipal – o programa Gestão Nota 10, que envolve nove unidades escolares de Ensino Fundamental I e II. O Gestão Nota 10, também promovido de forma gratuita, capacita as equipes das unidades escolares para serem gerentes do sucesso de cada aluno a partir de informações quantitativas e qualitativas, que funcionam como termômetros do processo educacional.  O programa acompanha, ainda, o desempenho  dos alunos do quarto ao nono ano do Ensino Fundamental II e ainda a assiduidade dos professores. A implantação desta nova parceria envolve 21 gestores escolares, 73 professores e cerca de 1.820 alunos.

Formações – Em 2017, a Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia de Ribeirão Pires implantou o Programa de Formação Continuada, organizado pelo Núcleo Pedagógico da Pasta, capacitando gestores, agentes escolares e professores de diferentes disciplinas. As capacitações fazem parte do calendário permanente da Educação e estão entre as metas de valorizar os profissionais do setor.

Ribeirão Pires aderiu às formações do Programa Nacional de Alfabetização na Idade Certa – PNAIC.  Em 2017, foram formados pelo PNAIC cerca de 160 profissionais, entre professores da educação infantil, ensino fundamental, coordenadores e formadores alfabetizadores. As atividades beneficiaram cerca de 1.500 alunos do Ensino Fundamental I e 2.800 alunos da Educação Infantil.