André Nascimento, 31, marido da mulher atropelada em julho do ano passado pelo vereador José Nelson de Barros (PMDB), popularmente conhecido como Zé Nelson, protestou na sessão da Câmara Municipal desta última quinta-feira (16).

De acordo com Nascimento, o vereador não tem honrado o acordo que fez com ele e sua família, onde teria se comprometido a custear o tratamento de sua esposa, que estaria sofrendo com problemas físicos e psiquiátricos por conta do acidente. Ainda de acordo com ele, o acordo foi para que não entrasse com uma ação na justiça contra o vereador. André também acusou os parlamentares de corporativismo.

O acidente ocorreu em Julho do ano passado enquanto Zé Nelson tentava manobrar um veículo em frente de uma farmácia da cidade. Ele acabou atingindo a mulher e duas crianças que estavam com ela no momento do acidente. O ex-presidente da câmara foi amparado por amigos parlamentares, que davam refrigerante a ele, entre eles o Vereador Rubens Fernandes (PSD), o Rubão, o que segundo populares, era uma tática para inibir o efeito do  álcool, já que ele estaria aparentemente embriagado.

Mesmo aparentando embriaguez, nenhum teste de bafômetro foi realizado pela Polícia Militar. No entanto o delegado encarregado pelo caso ordenou que o vereador realizasse exame de sangue para averiguar o possível estado de embriaguez, que deu positivo.

José Nelson responde na Justiça por crime de embriaguez ao volante e já tem audiência marcada para o final do próximo mês. A pena para o caso, se condenado, é detenção por até três anos e perda da habilitação.

Procurado por nossa equipe, o vereador não quis comentar o caso.

Reveja o vídeo do atropelamento: