12º Festival do Chocolate contabiliza 93 toneladas de alimentos arrecadados

O 12º Festival do Chocolate de Ribeirão Pires, realizado entre os dias 20 de julho e 5 de agosto, promoveu a arrecadação de 93 toneladas de alimentos. A edição deste ano manteve o caráter social da festa através da troca do ingresso para curtir todo o evento por 1 kg de alimento não-perecível. Lembrando que, no período do Festival, mais de 111 mil pessoas circularam pelo evento, tendo em vista que, aos sábados e domingos, os portões foram abertos ao público nos horários de almoço, sem obrigatoriedade de ingresso (cerca de 7 horas por final de semana – 20% do público total).

“O 12º Festival do Chocolate superou qualquer expectativa, mostrando que, após sua retomada em 2017, a festa está consolidada e tem potencial para atrair visitantes à cidade, movimentando a economia local e fomentando a atividade turística em nossa Estância. O caráter social do evento somado à organização e ao ambiente seguro e familiar foi ponto chave para atingirmos esse resultado em arrecadação. Os alimentos trocados por ingressos ao Festival contribuirão com milhares de pessoas em Ribeirão”, avaliou o prefeito Adler Teixeira – Kiko.

A Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires, por meio do Fundo Social de Solidariedade, inicia, na próxima quinta-feira, 16 de agosto, a partir das 9 horas, no Anfiteatro Arquimedes Ribeiro, a entrega simbólica dos alimentos arrecadados no Festival. Serão beneficiadas cerca de 100 entidades sociais, religiosas e associações de bairro que prestam atendimento no município. Os alimentos foram trocados por ingressos pelos visitantes do Festival do Chocolate em 11 pontos de troca de ingressos, tanto em Ribeirão Pires quanto em Santo André.

Tendo disponibilizado mais de 30 chalés para alimentação, além de espaços para comércio de artesanato e brinquedos para o público infantil, a movimentação financeira estimada do 12º Festival do Chocolate fechou em R$ 2,8 milhões diretamente (ticket médio de consumo de R$ 25 na festa). Levando em conta os gastos no entorno da festa, que incluem, por exemplo, estacionamento, o valor sobe para R$ 3,9 milhões (representando ticket médio de consumo de R$ 35 por pessoa).

Compartilhe:

Notícias relacionadas