Conscientizar crianças e jovens sobre a importância do respeito às leis de trânsito está entre as principais ações promovidas pela Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires para garantir mais segurança a pedestres e condutores. Por meio da Secretaria de Transporte e Trânsito, centenas de alunos da rede pública participaram de projetos que, de forma lúdica, ensinam que o respeito às regras do trânsito significam a preservação de vidas.

Em parceria com a empresa de ônibus Rigras, o município segue com o “Transporte e Cidadania”, com o eixo temático “Aprender a ser Passageiro”. Nesta ação, mais de 260 crianças acompanharam visita monitorada dentro da empresa, ampliando conhecimentos sobre o transporte coletivo, direito e deveres.

Novidade neste primeiro semestre para este segmento foi a assinatura de convênio entre a Prefeitura e o DETRAN para a implantação do projeto “Criança Segura no Trânsito”, que propõe a formação de 20 profissionais da área do Trânsito e da Educação – que se tornarão multiplicadores de conhecimento.

Pelo quinto ano consecutivo, Ribeirão Pires aderiu ao Movimento Internacional Maio Amarelo. Durante todo o mês, as equipes da Secretaria de Transporte e Trânsito da cidade realizaram bloqueios educativos em pontos de grande circulação de veículos para orientar condutores sobre direção segura. As ações contaram com a participação dos personagens “Mister Mão” e “Foca no Trânsito”. Ainda nesta campanha, cerca de 500 estudantes da ETEC participaram de palestras educativas sobre o tema.

Pelo projeto “Brincando de Trânsito”, cerca de 150 alunos da Escola Municipal Herbert José de Souza receberam diploma pela participação de curso sobre o respeito às leis de trânsito. Para estudantes do ensino fundamental, por volta de 200 alunos da Escola Estadual Professor Antônio de Pádua Paschoal de Godoy também receberam as orientações e foram conscientizados.

A Secretaria de Transporte e Trânsito de Ribeirão Pires trabalhou, ainda, na reestruturação de projetos de educação para o trânsito promovidas em escolas, para que estejam adequados às normas do Código de Trânsito Brasileiro.

“Educar as crianças, pedestres e que serão nossos futuros condutores, é um importante caminho para garantir que no futuro eles compreendam o porquê respeitar as leis. Acima de tudo, esse é um ato de cidadania e de respeito à vida”, disse o secretário de Transporte e Trânsito, José Adão Alves.