Dedé da Folha é investigado por suspeita de fraude do IPTU

Departamento de Finanças investiga o político. (Foto: DiárioRP)

Técnicos do Departamento de Finanças de Ribeirão Pires estão investigando a família do ex-vice-prefeito, Edinaldo de Menezes, o Dedé da Folha (PPS), por fraude no pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). O Imóvel fica localizado na Rua São Francisco, no bairro Roncon, em Ribeirão Pires, no nome do pai de Dedé, Gemecê de Menezes, que deveria pagar R$ 698,07 do tributo. Porém, como Gemecê estava aposentado contava com benefício do desconto integral. Entretanto, ele faleceu em outubro de 2014.

Continua após a publicidade.

Mesmo assim, o edifício foi contemplado com o desconto total do IPTU nos exercícios de 2015, de 2016 e de 2017. Ou seja, desde o falecimento de Gemecê, R$ 2.094,21 deixaram de ser pagos à Prefeitura. O boleto referente ao exercício de 2018 já possui a quantia completa, mediante cálculo com base no valor venal.

Em tentativa de contato com Dedé da Folha, uma mulher nos atendeu e, após alguns minutos, relatou que o político não estava presente para tecer sua fala sobre o caso. A equipe do Diário de Ribeirão Pires continuará averiguando o fato.

Atualização – 18h:38

O ex-vice-prefeito Edinaldo de Menezes (PPS) entrou em contato com nossa equipe através de mensagem pela nossa página do facebook. Através da mensagem enviada por Menezes, ele afirma ser vítima de perseguição política, e diz que o caso se refere a apenas um apartamento dentro da propriedade, que também abriga a sede do jornal de sua família e um outro apartamento que, segundo ele, estão sendo pagos normalmente. Apenas o apartamento aonde seu pai morava, falecido em 2014, não vem sendo pago, mas o pepessista afirma que já solicitou a regularização desde dezembro do ano passado.

Notícias relacionadas