A Prefeitura de Ribeirão Pires anunciou que o governo de Kiko Teixeira (PSB) fará um reajuste de 7,6% no salário dos professores da Educação Municipal, equiparando o valor ao piso nacional dos profissionais da categoria. Os vencimentos de cerca de 700 docentes do município passam de R$ 2.135,64 para R$ 2.298, em jornada de 40 horas semanais, a partir de outubro.

Ainda segundo a prefeitura, o reajuste causará impacto de R$ 1,4 milhão por ano na folha de pagamento e será retroativo a Janeiro, ou seja, os professores vão receber também pelos oito meses que já passaram. A diferença será paga em 3 parcelas depositadas em outubro, novembro e dezembro, respectivamente. O gasto foi contabilizado em aproximadamente R$ 350 mil por mês só com a correção.

A secretária de Educação de Ribeirão Pires, Flávia Banwart, comemorou:

“Estamos, aos poucos, avançando na garantia de melhorias aos profissionais da Educação municipal. Acompanhamos de perto a rotina dos professores e educadores que tanto se dedicam e buscamos constante aproximação com os representantes desta categoria profissional, para que o diálogo sobre as demandas e as possibilidades que a Prefeitura tem em atender sempre prevaleça”