rua 2 copiar
Fotos por Rafael Ventura/DiárioRP

Uma rua nas redondezas do bairro de São Caetaninho está fechada mas não simplesmente pela equipe de trânsito como costuma ser no caso de eventos, entre outros. A Rua Geraldo Teodolino da Silva é uma pequena estrada que existe entre a Estrada da Cooperativa e Rua Capitão José Galo.
A rua, que deveria ser de livre acesso aos munícipes, está cercada por muros e portões, como se fosse uma propriedade particular qualquer. No local, empresas de entulho utilizam o espaço para o descarte irregular de entulho e terra contaminados.
Uma equipe do DiárioRP foi até o local para investigar a denúncia, que foi enviada por uma pessoa que pediu para não ser identificada, e averiguou que as empresas deixam os dejetos irregularmente no local e aterram o material no chão na tentativa de despistar qualquer desconfiança.
Também é curioso que no terreno existe até um ‘caseiro’ para tomar conta da propriedade. No dia em que nossa equipe foi ao local, capangas foram chamados pelo caseiro para coagir os repórteres com ameaças. No entanto, após ameaçar chamar a Polícia Militar, os repórteres puderam ir embora.
Procurada pela nossa equipe, a prefeitura de Ribeirão Pires informou que já está ciente da irregularidade e que o responsável já foi notificado para demolir o muro e que ainda esta semana deve realizar uma análise do solo para a comprovação das possíveis irregularidades ambientais

Outros Casos
Esta não á a primeira vez que isso ocorre na cidade. Em outubro do ano passado, o DiárioRP também denunciou um caso parecido, o presidente do PMDB na época, Francisco Lucílio do Nascimento, chegou a privatizar uma rua na região do bairro Bosque Santana. Na época, A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), após ser procurada por nossa equipe, informou que acionaria a Polícia Militar para vistoriar o Local. Ao chegar, a PM autuou o responsável e denunciou ao Ministério Público.

continua após a publicidade