(Foto: DiárioRP)
(Foto: DiárioRP)

Falta de pagamento aos antigos fornecedores, contratos não renovados e a Guarda Civil Municipal de Ribeirão Pires está parada, por que não há combustível nas viaturas. A informação chegou agora há pouco à redação do DiárioRP, onde membros da Corporação confirmaram a paralisação dos carros.

\"CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE\"

“Fomos informados a respeito disso apenas hoje de manhã. Não estamos surpresos, por que na semana passada ficamos um dia inteiro praticamente parados por que nos disseram que não tinha combustível no posto, o que achamos estranho.”

 – Informou um membro da Guarda.

Segundo informações, a Prefeitura de Ribeirão Pires não teve o contrato renovado com o fornecedor por ter atrasado alguns pagamentos, e a não renovação do acordo partiu do próprio empresário que fornecia a gasolina aos carros da GCM.

“Nós estamos parados nas bases, estamos sem condições de rodar e patrulhar. Isso só atrapalha e atrasa o planejamento.”

– Contou um oficial, que ainda disse que os oficiais estão economizando o que resta para caso alguma emergência ocorra.

Por meio de nota, o Paço Municipal informou que o contrato com o antigo fornecedor não foi renovado, contudo, um novo processo licitatório foi aberto e que todos os carros da Guarda Civil Municipal estão sendo abastecidos.