Gestantes estão sem atendimento para casos de risco. (Foto: Reprodução)
Gestantes estão sem atendimento para casos de risco. (Foto: Reprodução)

Há meses munícipes pedem mais atenção às gestantes de Ribeirão Pires. Por vezes, várias relatam que precisam buscar atendimento especializado em cidades vizinhas já que a cidade não fornece aquilo que é necessário.

\"CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE\"

Recentemente, mulheres grávidas de Ribeirão Pires voltaram a relatar mais um descaso que estaria acontecendo em Ribeirão Pires. Desta vez, as parturientes que precisam de cuidados especiais, não teriam mais atendimento de urgência fornecido pela UBS da Santa Luzia.

“Estou gestante de cinco meses e tenho pressão alta, então, preciso de acompanhamento constante e orientações para não prejudicar a minha bebê. Assim como outras mulheres da cidade, preciso de atendimento de alto risco. Entretanto, na minha última consulta, fui informada que não seremos mais atendidas por alto risco.”

– Relatou a gestante, que ainda contou que até o momento não obteve atendimento especializado.

Nas redes sociais, outras gestantes relataram e mostraram indignação pela falta de atendimento de risco em RP.

“O médico que atendia os casos de alto risco foi dispensado. Agora, as grávidas que precisam de atendimento especializado não serão mais atendidas?”

– Criticou uma moradora.

Questionada pela reportagem do DiárioRP sobre a situação envolvendo as gestantes da cidade e o atendimento especializado, a Prefeitura não respondeu aos nossos contatos.