alcool-gel
Foto: DiárioRP

O surto de H1N1 no Estado de São Paulo deixou toda a população paulista em estado de alerta. Nas farmácias, é difícil encontrar os “potinhos” de álcool em gel para higienizar as mãos.

Em conversa informal com um funcionária de uma rede de drogarias que tem uma unidade em RP, ela avisou ao Diário sobre a falta dos produtos.

“Ontem chegaram 50 potes, mas já acabaram. Eu não consegui comprar nem para mim.”

– Disse a atendente.

A equipe do jornal passou em outras farmácias da cidade, mas também não encontrou o produto.

Combate à doença

A Prefeitura de Ribeirão Pires, anunciou nesta quinta-feira (7), que a campanha de vacinação contra a gripe suína foi antecipada. O Executivo pretende vacinar cerca de 23 mil pessoas, entre elas, bebês, gestantes e idosos.

Na terça-feira (5), uma bebê de 11 meses acabou falecendo após ser infectada pela doença. No último domingo (3), uma mulher deu entrada na UPA em estado grave com suspeita de H1N1. Ela foi encaminhada ao Hospital Nardini, em Mauá, mas acabou falecendo no trajeto.