Por Juzz Ravasio*

Existem cada vez mais evidências de que a prática de atividades ou exercícios físicos na terceira idade contribui significativamente para a qualidade de vida dos idosos.

Foto: Marcos Santos / USP Imagens.
Foto: Marcos Santos / USP Imagens.

Os exercícios (se bem ministrados) contribuem para a manutenção de todas as capacidades e habilidades dos indivíduos que estão próximos da terceira idade ou que já se encontram nela, como equilíbrio, velocidade, flexibilidade, mobilidade, agilidade e força.

Além disso, controlam e previnem doenças como diabetes, obesidade, hipertensão, depressão, artrite, osteoporose, tendinite, etc. Os benefícios não param por aí: idosos que praticam exercícios físicos são mais ativos, independentes, espontâneos e alegres; vivem mais e melhor!

E idosos que querem se exercitar não devem ficar só na hidroginástica! É preciso realizar exercícios que contenham impacto, principalmente por causa da osteoporose, uma das vilãs da terceira idade. O impacto ajuda na renovação dos ossos, deixando-os mais fortes e diminuindo o risco de lesões. Ossos e músculos fortes e bem estruturados evitam as quedas e outras adversidades.

Foto: Marcos Santos / USP Imagens.
Foto: Marcos Santos / USP Imagens.

Segundo dados científicos, a participação num programa de exercício leva à redução de 25% dos casos de doenças cardiovasculares (pressão alta), 10% nos casos de acidente vascular cerebral (AVC), doença respiratória crônica e distúrbios mentais e neurológicos (Alzheimer, Parkinson, etc.).

Talvez o mais importante seja a redução de 30% para 10% no número de indivíduos incapazes de cuidar de si mesmos, além de desempenhar papel fundamental para facilitar a adaptação à aposentadoria.

Nunca é tarde pra começar, basta querer! Seja um adulto saudável para se tornar um idoso ativo! Lembrando que, para começar qualquer tipo de treinamento, todos devem ter a autorização de um médico e o acompanhamento de um profissional de educação física credenciado!

 

* Educadora Física (CREF nº 065511-G/SP) especialista em Personal Training e Fisiologia do Exercício pela FEFISA. Juntou-se à equipe do Diário para trazer informações sobre saúde e condicionamento físico.