Por Rafael Ventura
Mercado de pet shops tem faturamento estimado em 16 bi por ano (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Mercado de pet shops tem faturamento estimado em 16 bi por ano (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Mercado em grande expansão no Brasil, com faturamento de cerca de 16 bilhões de reais no ano passado, os pet shops e outros locais de comercialização de animais, estão obrigados, desde o último dia 15, a cumprir as novas regras do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CRMV), com orientações sobre procedimentos a serem observados na exposição, manutenção, estética, venda e doação de animais. O objetivo é garantir a segurança, a saúde e o bem-estar dos animais que estiverem sob o cuidado de pet shops, em exposição e feiras agropecuárias, por exemplo.

De acordo com a nova regra, já publicada no Diário Oficial da União, os animais devem ser mantidos em local separado e adequado, livre do barulho e do forte sol. Além disso, devem ser climatizados individualmente para a necessidade de cada espécie animal. O acesso a esses locais deve ser restrito à população, e livre de poluição. As gaiolas e vitrines estão proibidas.

Para a Médica Veterinária Patrícia Cupertino (CRMV-MG nº 11642), as novas regra vão trazer mais qualidade de vida para os animais:

“É excelente, já que vai evitar muito estresse que o animal normalmente passa, até mesmo para evitar algumas doenças.”.

Ainda na resolução, os estabelecimentos comerciais também são obrigados a manter um veterinário para diagnósticos diários, que, no caso de problemas, deve oficiar o comerciante e o Conselho da categoria.

Regras não são cumpridas

Basta dar uma volta aos arredores da cidade para notar que os pet shops da região ainda não se adaptaram às novas regras, de modo que vários animais continuam expostos diretamente ao público em gaiolas e vitrines.

Para Luis Carlos da Silva, proprietário de uma das lojas da cidade, a informação ainda não havia chegado, afirmando obter conhecimento através de nossa reportagem. Confirmou, ainda, que vai pesquisar sobre a resolução e adequar-se às normas.

Os estabelecimentos e os profissionais médicos veterinários que descumprirem as novas regras estarão sujeitos a multa e a punições administrativas pela prática de infração ética.

 

Conhece algum estabelecimento que não está de acordo com as regras? Entre em contato conosco e denuncie!