Por Rafael ventura

 

Imagem do vídeo postado nas redes sociais.

Na última segunda-feira, dia 5, duas clientes do Habib’s de Ribeirão Pires – Monique Zamproni e sua irmã, Y.R.Z. – publicaram um vídeo, num grupo na rede social Facebook, em que acusavam a franquia de ter vendido uma esfiha com um besouro no recheio.

Horas após, uma das meninas chegou a remover o vídeo (que já tinha sido visualizado por milhares de pessoas), e publicou um pedido de desculpas lamentando pelo ocorrido. Porém, mais um tempo depois, o vídeo foi publicado novamente por uma das garotas, repleto de comentários com novas acusações à franquia Ribeirãopirense.

Através de sua assessoria de imprensa, a Rede Habib’s afirmou que sua equipe técnica concluiu que o suposto besouro era, na verdade, apenas de um caule de tomate, um dos ingredientes da esfiha. Ainda na nota, também afirmou que todos os produtos passam por um rigoroso processo de qualidade, mas que, às vezes, folhas do fruto ou nervos de carne podem escapar desse processo – fatos isolados, que acontecem raramente. Ainda assim, afirmou que tais ingredientes não tornam o produto perigoso para o consumo.

Ao visitar a franquia de Ribeirão Pires, fomos recebidos pela administração da loja, que prontamente nos convidou a conhecer suas dependências, incluindo o local de armazenamento dos alimentos e a cozinha.

Durante a conversa com nossa reportagem, empregados da franquia afirmaram que os envolvidos e outros clientes já chegaram gritando e filmando, motivo pelo qual foram convidados a se retirar do estabelecimento, após algumas tentativas de discussão sem sucesso.

Questionado se iria tomar alguma atitude, Humberto Dorto, responsável pela franquia, afirmou que a central do Habib’s tomará as medidas legais através de sua equipe jurídica.

Procuradas pela reportagem, as responsáveis pelo vídeo disseram não querer se pronunciar sobre o caso.