blank

O Vereador de Ribeirão Pires, Amaury Dias (PSDB), tem articulado para barrar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigaria os contratos e gastos da Prefeitura durante a pandemia do novo Coronavírus.

Vereadores de oposição alegam ter diversas denúncias de supostas irregularidades em gastos durante a pandemia, e articulam internamente para que seja criada uma comissão com o objetivo de investigar as suspeitas. Amaury, no entanto, tem tentado de todas as formas barrar a iniciativa da bancada de oposição.

Continua Após a Publicidade

De acordo com um vereador, Amaury chegou a ameaçar parlamentares dizendo que se abrissem a CPI para investigar os gastos do Governo de Kiko Teixeira (PSDB) haveria represália, e ele, inclusive iria sugerir a abertura de CPI para também investigar gastos de gestões anteriores e teria dito que que “é melhor deixar como está”.

Dias é da base aliada de Kiko. Ele até chegou a flertar com a oposição, e inclusive renunciou o cargo de líder do governo, mas de acordo com fontes, foi rejeitado pelos partidos, tendo como única opção aceitar voltar para o governo Kiko e entrar para o PSDB, que tem fortes concorrentes que podem apagar o seu nome e fazer com que ele não seja reeleito.

Procurado pela nossa equipe, o vereador afirmou que a denúncia é mentirosa, rasa e descabida, e que se trata apenas de uma tentativa de prejudicá-lo. O vereador ainda afirmou que se for protocolado um pedido de criação da comissão, ele votará a favor.