O Cemitério Municipal São José, está sofrendo com superlotação e está causando polêmica entre famílias e a Prefeitura de Ribeirão Pires, por conta de uma possível exumação antes do prazo e até ossos estariam sendo perdido, segundo os parentes.

A Prefeitura, entretanto, nega a superlotação. Segundo a administração, a área possui extensão de 150 mil metros quadrados, com aproximadamente 54 mil corpos sepultados. São feitos em média de 54 sepultamentos e 37 exumações mensais. Segundo a Prefeitura, a exumação “foi feita sem autorização da administração do cemitério”. “Assim que tomou conhecimento, a Prefeitura iniciou processo administrativo para a apuração dos fatos e, posteriormente, adoção das medidas cabíveis”, declarou o Paço através de nota.

O mato também é um outro problema que incomoda as famílias, já que vem crescendo e tomando conta de boa parte do local. Em alguns pontos os munícipes denunciam que existe até mesmo dificuldade no transporte do caixão quando há enterros. A mesma situação tem feito com que praticamente  os túmulos desapareçam em meio ao matagal.

Continua Após a Publicidade