Quatro carros foram envolvidos no acidente. (Foto: Reprodução redes sociais)
Quatro carros foram envolvidos no acidente. (Foto: Reprodução redes sociais)

No feriado do último dia 15, um racha entre dois carros resultou em uma colisão grave entre um carro e um ônibus da Rigras. Segundo informações de testemunhas, um Vectra verde e um Polo prata estavam disputando várias vezes, em uma pista de mão dupla, quem seria o mais rápido.

\"CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE\"

Em uma dessas disputas, o motorista do Vectra perdeu o controle depois de bater em um “morrinho” na rua e acabou colidindo violentamente contra a parte da frente do ônibus, por volta das 23h. A rua é estreita, e o motorista do ônibus precisou sair um pouco para a contramão na intenção de desviar dos carros estacionados e que dificultavam a passagem do veículo, momento em que aconteceu a batida.

Os policiais que atenderam a ocorrência perceberam que no local, havia marcas de frenagem, que poderiam ter até 20 metros de comprimento. O rapaz que conduzia o Vectra ficou ferido com hematomas e cortes no rosto, sendo levado pela unidade de resgate do Corpo de Bombeiros à UPA Santa Luzia.

O outro rapaz que disputava os rachas, condutor do Polo prata, teria tentado fugir do local, sendo impedido por munícipes que observaram o acidente. A Polícia Militar encontrou cerveja no Vectra, mas o rapaz não apresentava sinais de embriaguez, o que foi rapidamente confirmado pelo médico que o atendia. Já o condutor do outro carro, não possuía habilitação, afirmando que seu pai, dono do veículo, havia liberado para que saísse com ele.

Devido ausência de serviço de guincho municipal, os carros não foram apreendidos, e os donos puderam levá-los para casa. Entretanto, os condutores foram autuados por direção perigosa, racha e por dirigir sem habilitação. O rapaz que conduzia, sem habilitação, o Polo prata, foi levado preso pela Polícia Militar e o pedido de fiança negado, em razão da soma dos delitos ultrapassar quatro anos de encarceramento; o outro infrator que havia sido levado para a UPA, também recebeu voz de prisão e teve valor de fiança estabelecido em R$ 880,00.

Dois outros carros também sofreram avarias por conta da colisão. Os respectivos proprietários foram instruídos a respeito das medias cabíveis.