Entenda como funciona o sistema de vagas do PAT

O Diário de Ribeirão Piresna intenção de auxiliar o munícipe de Ribeirão Pires na procura por um emprego, divulga, toda semana, as vagas enviadas pelo Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT). Contudo, sempre existem diversas reclamações e diversas dúvidas de moradores que foram até o PAT e os atendentes informam que não há vagas. A equipe do DiárioRPacompanhando os comentários e retorno da população, decidiu ir até o local para tentar entender o sistema do do PAT e o porque dessas pessoas que buscam por vagas, várias vezes, não as encontram.

Em entrevista ao DiárioRP, Giovana Gianasi, responsável pelo PAT da cidade, nos aprofundou sobre alguns casos que têm sido recorrentes. Gianasi explicou que o sistema usado para gerenciamento é o mesmo para todo o Brasil, já que o sistema é do Ministério do Trabalho. Ou seja, as vagas que são abertas em Ribeirão Pires também são abertas ao Brasil inteiro, portanto também podem ser procuradas por pessoas das cidades vizinhas, como Mauá, por exemplo.

Além disso, sobre o atendimento dos funcionários, Giovana disse já ter orientado-os para que recebam o munícipe da melhor maneira possível e que, na ficha cadastral, realizada uma única vez (a primeira vez que o munícipe comparece ao PAT), as vezes não está atualizada com todas as qualificações da pessoa:

“As vezes a pessoa se cadastrou para vagas em Marketing, mas essas vagas que estão disponíveis são em vendas, aí, para a pessoa, realmente não irão aparecer vagas disponíveis, mesmo que a pessoa também esteja preparada para a segunda opção. Nesse caso, vale a pena o munícipe fazer uma atualização em seu cadastro, é o que tenho pedido para o atendente alertar a pessoa que vem aqui procurar emprego”

Atendentes são constantemente orientados. (FOTO: Mariana Rodrigues)

Apenas em Janeiro de 2018, o PAT atendeu mais de 4345 pessoas procurando por emprego e encaminhou para entrevista mais de 437 que atenderam aos requisitos das vagas. Além destes, 539 pessoas foram atendidas para dar entrada no seguro-desemprego e outras 332 foram cadastradas no IMO (sistema de cadastro do PAT).

Outra questão levantada pela responsável, é que muitas vezes a vaga tem diversos candidatos e acaba saindo do sistema rapidamente. Em 2017, por exemplo, foram mais de 26 mil candidatos para apenas 840 vagas de emprego.

“A gente costuma deixar a vaga aberta até atingir no máximo 10 candidatos para cada vaga, quando atingimos esse número, costumamos tirar a vaga do sistema para não sobrecarregar.”

Gianasi também alertou que os munícipes a procura de emprego podem procurar o PAT diariamente para ver a possibilidade de novas vagas ou através de um aplicativo para celular:

“As vezes nós recebemos a demanda de vaga na segunda pela manha, e a tarde já preenchemos a vaga, por isso é importante sempre verificar a disponibilidade de novas posições, que também podem ser conferidas pelo aplicativo oficial do Ministério do Trabalho, sem que a pessoa precise ir pessoalmente ao Posto. No entanto, primeiro é preciso fazer o cadastro pessoalmente, para que a pessoa receba um código que habilita o aplicativo.”

A partir dessa semana, as vagas de emprego emitidas pelo Posto serão divulgadas pelo Diário de Ribeirão Pires nas quintas-feiras.

Notícias relacionadas