Vereador Paixão é acusado de fornecer materiais para pichadores

Duas semanas atrás, um caso que envolveu o vereador José Nelson da Paixão (PPS), a Guarda Civil Municipal (GCM) de Ribeirão Pires e suspeitos de estarem pixando os muros do Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), gerou grande repercussão no município.

Tudo começou quando no último dia 07 de novembro, a GCM teria flagrado um jovem pichando muros públicos na cidade. Tudo corria normalmente quando foi relatada uma demora na elaboração do Boletim de Ocorrência, que foi feito apenas 5 horas depois do crime.

Com esta informação, vem a grande surpresa. O rapaz, que possui 20 anos, alega, através de um vídeo, ter recebido os materiais por meio do parlamentar de Ribeirão Pires. Quando questionado sobre seu relacionamento com o político, o acusado diz não conhecê-lo pessoalmente e nunca haver tido contato direto com o mesmo.

Essa informação causou estranheza aos ouvidos de Paixão, que logo tomou providências convocando o Secretário de Segurança pública, Coronel Navarro, e o Secretário de Comunicação, João Mancuso, para prestarem esclarecimentos sobre o que, segundo o parlamentar, pode ser uma ação em conjunto de alguns oficiais da GCM para prejudicá-lo politicamente.

Na próxima quinta-feira (23), ocorrerá a sessão em que os secretários devem ir esclarecer o caso ao vereador, que irá questionar a veracidade das informações passadas através do vídeo que viralizou nas redes sociais. O DiárioRP continuará acompanhando o caso.

Notícias relacionadas