Empresa de saúde quer romper contrato com RGS

(Foto: DiárioRP)

A última sessão ordinária de Rio Grande da Serra, ocorrida na quarta-feira (25), foi marcada por quase uma hora de atraso devido a uma reunião que o Secretário de Finanças da cidade, Carlos Eduardo Alves, teve com os parlamentares.

Segundo informações obtidas por nossa equipe, a reunião foi para falar sobre a empresa contratada para administrar a saúde de Rio Grande da Serra.

Em conversa com o vereador Benedito Araújo (PT), ele informou que o secretário foi até a Câmara comunicar que a empresa deseja romper contrato com a cidade por falta de pagamento por parte da prefeitura. O município tenta de qualquer maneira fazer com que a instituição espere até que a cidade encontre uma nova empresa para gerenciar a saúde, mas caso não consiga esse prazo, terá que fazer um contrato de emergência, situação considerada ruim para a cidade.

Há informações de que a prefeitura deve oito meses de repasse para a empresa responsável pela saúde, com um total de aproximadamente 4 milhões de reais.

A equipe do Diário de Ribeirão Pires está acompanhando de perto a situação da saúde de Rio Grande que, diariamente, está sendo alvo de reclamações por parte dos munícipes.

Recentemente alguns médicos ficaram cerca de três meses sem pagamento.

Nossa equipe de reportagem tentou contato com a prefeitura da cidade para buscar mais informações, mas não obtivemos retorno até o fechamento desta edição.

Notícias relacionadas