Claudinho Monteiro: O Pit Bull de Maranhão

Há algum tempo venho acompanhando pessoalmente as sessões da Câmara Municipal de Rio Grande da Serra. No geral, nada diferente dos poderes legislativos: Votação de leis, denúncias, oposição e situação, entre outros.
No entanto, Rio Grande da Serra tem uma grande peculiaridade, quando se fala em Poder Legislativo Municipal. No geral, vereadores da base assumem seu total apoio irrestrito e cego ao prefeito da cidade, algo muito disfarçado em outros locais.

Em troca de benefícios pessoais e para seus amigos, alguns vereadores se mostram verdadeiros ‘cães de guarda’ de Gabriel Maranhão (PSDB). É o caso do vereador em exercício, Claudinho Monteiro (PSB), que como líder do governo na Câmara, defende o seu prefeito cegamente. Monteiro é o tipo de pessoa que não tem argumentação, mas tenta te levar na lábia.

É fácil ver que as pessoas só precisam dizer algo contra o governo de Maranhão, que o vereador Suplente corre para agir em sua defesa. Mesmo não tendo argumentação, dados fatídicos, e nenhum embasamento ou sequer conhecimento do que está falando, Claudinho faz corretamente o seu papel de pseudo advogado. A técnica mais usada pelo parlamentar é muito utilizada há anos em nosso planeta e, mesmo muito simples, muitas vezes é bastante eficaz para diversas situações: Ele muda de assunto.

Basta alguém criticar qualquer problema em Rio Grande da Serra, que Monteiro muda completamente o foco para qualquer outra parte do Brasil. Acredito eu que em breve o parlamentar tente disputar algum cargo em Brasília, já que ele sabe mais sobre o que acontece na Capital Brasileira do que na própria cidade em que é vereador.

O principal alvo dele é o Partido dos Trabalhadores, ao qual, inclusive, já fez parte e se candidatou em 2008 por ele.
O que vemos em Rio Grande da Serra é um horror, é podre, é absurdo. Os moradores da cidade estão cansados de tanta inércia na política na cidade. O prefeito Gabriel Maranhão vive como se fosse um Rei e faz tudo o que bem entende. Além disso, se é criticado, seu ‘cão de guarda’ o protege e desafia seja quem for para o ‘combate’. Precisamos mudar radicalmente essa ditadura travestida de democracia.

Notícias relacionadas