Ribeirão Pires corre o risco de perder o título de “Estância Turística”

Foto: Reprodução

Devido ao abandono em muitos locais que deveriam ser utilizados para turismo, como a Pedra do Elefante, na Quarta Divisão, Ribeirão Pires está sujeito a perder o título de Estância Turística.

Nos últimos cinco anos, a cidade recebeu cerca de R$ 7 milhões por ter o título de Estância Turística, mas o que era para ser repassado para construção de algo turístico e também a manutenção dos pontos turísticos que já existem, não foi usado para nenhum dos dois.

Desses R$ 7 milhões que foram repassados a cidade, cerca de R$ 2,3 milhões foi investido para a construção do teleférico, mas a obra está parada e não será concretizada.

Em uma entrevista para a Rede Globo, o secretário de Turismo, Marcelo Menato, falou sobre a obra que foi iniciada e não será concluída. “É um projeto que não tinha sustentabilidade econômica e nem técnica. Ele passava por cima de uma rede de alta tensão e por cima da rede férrea, e isso por si só já inviabilizaria o projeto”.

Um dos pontos mais conhecidos é o Camping. O local que era frequentado por muitas famílias, foi fechado para a construção do teleférico há algum tempo, e mesmo sabendo que a obra citada não será terminada, o Camping ainda permanece fechado.

No dia 18/05/17, o vereador Silvino de Castro (PRB) fez um requerimento para reabertura do Camping, mas segundo o Secretário de Obras, Takaharu Yamauchi, o local têm problemas burocráticos e deverá demorar um pouco para ser reinaugurado.

Notícias relacionadas