A Secretaria de Meio Ambiente fez o pedido, no último semestre, da recontratação da empresa Cooperpires ao prefeito Saulo Benevides (PMDB) em caráter emergencial de coleta seletiva do município. O contrato foi firmado por 6 meses e a empresa atuará com atendendo ao plano emergencial para Coleta Seletiva de Ribeirão Pires e fará a seleção e destinação correta aos resíduos recicláveis.

O material destinado para a reciclagem mensal do município de é de aproximadamente 1.260 toneladas, a média nacional que cada pessoa gera é em média 1kg de resíduos sólidos por dia, sendo 30% total passível de ser reciclado. A Cooperpires pretende aumentar o percentual de toneladas em aproximadamente 8% ao mês. Na proposta prevista são quatro modalidades de atuação: coleta seletiva porta à porta, triagem, destinação adequada dos resíduos recicláveis e educação ambiental.

Segundo o Secretário de Meio Ambiente, Gerson Goulart, além da economia na cidade, estará fortalecendo a cultura da sustentabilidade. “A coleta seletiva porta a porta manterá uma relação de parceria solidária entre os catadores (as) e a população, sustentando um amplo trabalho de educação ambiental”, afirma.

Atualmente, doze trabalhadores estão recolhendo doze toneladas por mês, a situação prevista é de trinta catadores com até quarenta toneladas recicladas por mês, em momentos subsequentes pode-se ter uma ampliação e se necessário atuação em dois turnos.