Quem pegou a última edição impressa do Diário de Ribeirão Pires pode notar, na página 2, um novo símbolo, composto de alguns números e letras: A certificação FSC.

O Forest Stewardship Council (FSC), é uma organização independente, não governamental, sem fins lucrativos, criada em 1993 por conta das preocupações sobre o desmatamento global, para promover o manejo florestal responsável ao redor do mundo.

O conselho é um fórum pioneiro, que reúne representantes de diversos países, ONGs, empresários do ramo e povos tradicionais para definir o que é um manejo ambientalmente adequado, socialmente justo e economicamente viável, buscando mudanças positivas e duradouras nas florestas e para os povos que nela habitam.

O selo reconhece a produção responsável de produtos florestais, permitindo que os consumidores e as empresas tomem decisões conscientes de compra, beneficiando as pessoas e o ambiente, bem como agregando valor aos negócios. No Brasil, desde 1996, um grupo de trabalho começou a articular as decisões em torno do FSC, iniciativa esta que se formalizou em 2001 com o Conselho Brasileiro de Manejo Florestal (FSC Brasil).

O Papel em que o Diário de Ribeirão Pires é impresso foi contemplado com o selo, garantindo nosso compromisso com a sociedade e o futuro das próximas gerações. Através do código impresso no selo, é possível que qualquer pessoa possa rastrear toda a rota da madeira utilizada para a criação do papel, desde seu plantio, até a produção final, o que deixa toda a linha de produção completamente transparente.

Essa é apenas a primeira das grandes mudanças que o Diário de Ribeirão Pires preparou para o próximo ano de trabalho, reafirmando nossa proposta em fazer diferente.