Look do dia: economia de água

Por Gabriela Colombaro.
Novas tecnologias diminuem a necessidade de lavagem.
Novas tecnologias diminuem a necessidade de lavagem.

O estado de São Paulo passa por uma crise hídrica sem precedentes. Qualquer economia no consumo de água é válida. Podemos diminuir o tempo no banho, evitar desperdícios… mas que tal economizar na hora de lavar a roupa?

Pois bem: a área têxtil não ficou de fora. A novidade do momento é uma molécula tecnologia que garante a não necessidade de lavar as calças jeans após a compra, poupando, assim, uma grande quantidade água.

Segundo pesquisas, essa molécula tecnologia, chamada de Silvadur, tem a função de prevenir as bactérias que causam o mau odor ao longo do uso da peça; também previne o desbotamento, e aumenta a elasticidade do jeans no corpo.

Embora tudo pareça novo, essa ideia de não lavar o jeans não é tão novidade assim: próprio diretor executivo da Levis, Chip Bergh, declarou que não lava suas calças como uma forma de conservar a peça e poupar o meio ambiente de gastos absurdos com o desperdício de água. Isso porque metade do consumo de água ocorre na fabricação, e a outra metade, na mão dos consumidores.

Além do jeans, que é uma boa pedida para esse verão com falta de água, já que ele é mais resistente e necessita de lavagem com menos intensidade que outras peças; outra boa pedida é o uso de peças feitas em algodão ou fibra natural, que permitem a transpiração e, consequentemente, evitam o mau odor.

Ainda assim, na hora da lavagem de qualquer peça, é possível adotar medidas simples que garantam mais eficiência e, menos desperdício: separe as peças por cor e tecido; reaproveite a água utilizada na lavagem, tanto para lavar outras peças, deixá-las de molho, lavar o quintal, ou até para regar as plantas (neste último caso, use a água de enxague sem sabão, e tome cuidado com as plantas mais sensíveis).

E você, que medidas está adotando para contornar a crise hídrica e poupar a água do planeta? Conte-nos em nosso Facebook!

 

Notícias relacionadas